Federação Internacional de Voleibol cancela Liga das Nações que traria jogo do Brasil a Campo Grande

10/05/2020 09h01
Categoria: Esportes

Fundesporte

Guanandizão receberia os jogos da seleção (Foto: Chico Ribeiro/Fundesporte)

A Federação Internacional de Voleibol (FIVB, na sigla em inglês) anunciou, por meio de nota oficial, o cancelamento da Liga das Nações (VNL) 2020. De acordo com a entidade, a suspensão deve-se ao avanço da pandemia mundial do novo coronavírus (Covid-19) e, consequentemente, leva em consideração o impacto nas cidades-sede para oferecer condições de segurança, acessibilidade e de alta qualidade.

No Brasil, Campo Grande receberia etapa da competição, inicialmente entre os dias 19 e 21 de junho, na fase de grupos masculina, com a participação das seleções de Brasil, Alemanha, Itália e Rússia. A parada na Capital sul-mato-grossense também marcaria a reabertura do Ginásio Poliesportivo Avelino dos Reis, o Guanandizão, interditado há mais de sete anos e que está sendo reformado com recursos do Governo do Estado.

Esperando encontrar uma data no final do ano, a FIVB havia informado, no dia 13 de março, o adiamento do início da Liga das Nações para depois dos Jogos Olímpicos de Verão, de Tóquio. No entanto, o evento multiesportivo global foi transferido para 2021, em decisão inédita do Comitê Olímpico Internacional (COI), devido à propagação do vírus.

“Dada a natureza evolutiva da pandemia, a complexidade da realização do evento global, em vários países anfitriões e o compromisso de proteger a saúde dos participantes, o Conselho da VNL, o Conselho de Administração da FIVB e os organizadores do evento concordaram em cancelar edição deste ano da VNL. A FIVB continua trabalhando em estreita colaboração com todas as partes para coordenar o cronograma da VNL 2021”, diz trecho da nota emitida pela FIVB.

Segundo o diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Ferreira Miranda, há expectativa de Campo Grande receber o torneio internacional de vôlei no ano que vem. “Nós já temos o compromisso da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) para manter Campo Grande no calendário da FIVB para a Liga das Nações. Então, esperamos que o evento não deixe de acontecer”.

Para sediar o torneio mundial, o Governo do Estado desembolsou R$ 1,3 milhão de recursos próprios, destinados à CBV e Federação Estadual de Voleibol (FVMS). “O governador Reinaldo Azambuja disponibilizou o recurso para o convênio e garantiu que o repasse está assegurado para a nova data da competição, em 2021. Está tudo certo”, confirma Miranda.

COMENTÁRIO(S)