Empreendedoras da Capital lançam coleção de acessórios com o tema 'Comunicação Não Violenta'

01/08/2022 16h00
Categoria: Capital

Assessoria

Colares em produção (Foto: Laureane Schimidt )

As consultoras de relações humanas, Ariane Osshiro e Monique Melo, juntamente com a artesã Maria Celina Piazza Recena lançam uma coleção de acessórios femininos com o tema de Comunicação Não Violenta, em Campo Grande – MS, durante uma feira nos dias 13 e 14 de agosto de 2022, a partir das 19 horas, com entrada de graça. Serão apresentados durante um desfile, oito tipos de colares feitos com cerâmica e cordas com as palavras: compaixão, empatia, coragem, respeito, sororidade, consentimento, singularidade e enlutar.

“Esta coleção tem um nome muito significativo para nós: Verbum, que, em latim, significa palavra. As palavras são capazes de ferir ou curar, adoçar ou amargar, trazer amor ou fazer sofrer e é por acreditar na forma e no poder da palavra (dita ou não) que nós trabalhamos com a Comunicação Não Violenta”, explica Ariane Osshiro.

A apresentação das peças será feita durante a tradicional feirinha da Casa Angí, no Tayama Park, em que além dos acessórios, também oferece alimentos, arte e produtos artesanais feitos por marcas locais, em um ambiente aberto e com música brasileira. Os colares são únicos e pensados no detalhe pela artesã Maria Celina Piazza Recena, designer da marca de acessórios Maria Karaguatá.

“Na interação entre o ceramista e a argila surgem as formas das peças, modeladas pela técnica e a emoção”, expressa-se Maria Celina.

O desfile será com a participação de mulheres de diversos biotipos para ressaltar a pluralidade de beleza da mulher brasileira em todas suas semelhanças e diferenças.

“Os acessórios trazem concretude às palavras e mostram o quanto podem ter significados diferentes para cada um que as lê. Este evento conversa de diversas formas, seja pelo empreendedorismo feminino, pelo resgate da beleza para além de padrões e rótulos, pelo corpo como forma de comunicação (no caso com os colares) e por nos permitir atender a necessidade de contribuição com o mundo através da parceria com a CUFA”, detalha, Monique Melo.

Os colares poderão ser adquiridos no local e parte da renda com as vendas será destinada para a Central Única das Favelas - CUFA – de Campo Grande.

“Eu sou uma mulher preta, gorda e da periferia. Este tipo de convite mostra que estamos sendo vistas e torna referência para outras mulheres. Isso é muito importante para ocuparmos espaço em todos os lugares. Nós precisamos apoiar uma as outras”, afirma a coordenadora da CUFA Campo Grande – MS, Letícia Polidori, que será uma das modelos durante o desfile dos colares.

Sobre a Comunicação Não Violenta (CNV)

Desenvolvida pelo psicólogo norte americano, Marshall Rosenberg, trata-se de um processo de pesquisa contínuo. A CNV possui fundamentos na cultura de paz e da não violência, e convida a uma percepção em que todo comportamento é uma tentativa de satisfazer necessidades humanas universais. A CNV é composta por quatro componentes: Observação; Sentimentos; Necessidades e Pedidos. O objetivo principal da Comunicação não violenta é criar o tipo de conexão necessária para atender às necessidades de todos.

Sobre as empreendedoras

Ariane e Monique são sócias da Huuma – Relações Humanas, consultoria de relações humanas que busca desenvolver pessoas melhores para o mundo, em qualquer âmbito, através das ferramentas da Comunicação não violenta e da Disciplina Positiva para uma comunicação respeitosa e transformadora. Maria Celina é artesã, designer da marca de acessórios Maria Karaguatá, uma referência à bromélia, planta do cerrado de cores intensas. Os colares com cerâmica e cordas são produzidos de forma exclusiva há cinco anos. Ela é professora doutora aposentada pela UFMS, especialista em Design de Mobiliário.

Sobre a CUFA

A Central Única das Favelas é uma organização não governamental brasileira que atua no auxílio de pessoas em situações de vulnerabilidade, moradores em situações de risco, favelas ou periferias. As atividades desenvolvidas são para o melhoramento dos cuidados pessoas, cultura, entretenimento, redes de solidariedade, trabalho e renda. Em Campo Grande – MS, a ONG existe desde 2019.

Serviço:

Lançamento da coleção Verbum

13 e 14 de agosto – sábado e domingo

Local: Casa Angí

Rua: Yolanda Giordano, 149, Tayama Park

Horário: a partir das 19h

COMENTÁRIO(S)