População tem canais para denunciar lugares propícios para proliferação do mosquito da dengue

18/02/2021 07h47
Categoria: Saúde

Assessoria

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais da Secretaria Municipal de Saúde (CCEV/Sesau), dispõe de um serviço de atendimento telefônico para recebimento de denúncias relacionadas a ambientes propícios para proliferação do mosquito Aedes aegypti, em sua maioria imóveis desabitados. Através do Disque-dengue, o usuário pode formalizar a sua demanda por ligação ou até mesmo por mensagem no aplicativo Whatsapp.

O canal visa tornar mais fácil e dinâmico o recebimento de denúncias sobre locais caracterizados como possíveis focos do mosquito transmissor da dengue, Zika vírus e Chikungunya. Pelo aplicativo é possível que o cidadão envie fotos e vídeos, que serão consideradas provas documentais e servirão de auxílio ao Poder Público.

Ao receber a denúncia, o órgão deverá responder ao cidadão quais providências foram ou serão tomadas. A pessoa que fizer a denúncia deverá informar o endereço correto onde se localiza o possível foco do mosquito transmissor da dengue, sem necessidade de se identificar e em caso de denúncia falsa responderá cível e criminalmente.

Fica a cargo da equipe de Imóveis Especiais da coordenadoria de vetores atender às denúncias relacionadas a imóveis desabitados que podem oferecer risco de proliferação do Aedes, seja residência, comércio e terreno baldio.

Do dia 01 de janeiro até o dia 12 de fevereiro já foram mais de 2 mil demandas recebidas, sendo mais da metade resolvidas e não apresentam mais agravos para a população.

Como denunciar?

O serviço conta com o número para atendimento de ligações: (67) 2020-2074 e o do WhatsApp: (67) 99230-2359. O horário de atendimento é de segunda a sexta das 7h às 11h e de 13h às 17h.

COMENTÁRIO(S)