Diga não sem medo!

28/05/2020 07h10
Categoria: Estilo de Vida

Roberta Herrero

Abdicar das próprias vontades ou comprometimentos, teoricamente, não deveria ser comum – apenas nos casos em que a pessoa seja convencida, com bons argumentos, a mudar de ideia. Contudo, diversos indivíduos sofrem da dificuldade de dizer não, inclusive quando têm a razão.

Você já passou por uma situação dessas? No trabalho é comum que algum colega te peça ajuda, as vezes todos os dias, e você por medo de falar não naquele momento acaba deixando de lado suas tarefas para fazer de seu colega, chegado ao final do dia, seu colega vai embora e você ainda segue ali com os seus deveres atrasados.

Já parou para pensar em usar o não ao seu favor? Mude apenas a forma de dizer o não. Como por exemplo: Olha, agora eu não posso te ajudar pois estou muito atarefado, mas tal horário eu posso. Usamos o não agora e o sim depois. E muitas vezes dá certo sim. Quando a pessoa puder esperar por você isso vai acontecer naturalmente, mas quando a tarefa tiver que ser resolvida naquele exato momento ela arruma outra pessoa ou resolve sozinha.

E tudo bem!!!

Muitas vezes este comportamento está vinculado ao sentimento de baixa autoestima e aceitação, impedindo que a pessoa se sinta segura para posicionar-se e expor seu ponto de vista. Aquele sentimento de rejeição que assombra muito gente. O medo de dizer não é tão grande que abdicamos das nossas próprias vontades para apenas agradar outrem.

Algumas dicas que o ajudarão a aprender dizer não:

✔ Baseie-se em fatos e seja objetivo;

✔ Muna-se de bons argumentos;

✔ A partir disso, acredite na sua opinião;

✔ Não se culpe pela insatisfação alheia, o sofrimento faz parte do aprendizado.

Não agora e sim depois!!

O que você pode fazer de diferente para começar a dizer não a partir de agora?

Roberta Herrero - Graduada em Direito, empresária, consultora de marketing e coach.

COMENTÁRIO(S)